Eis Inês

A embriaguez de Inês
talvez seja o motivo
de tamanha insensatez.

Tomou uma, duas ou três?
E ofendeu outra vez quem nada fez.
Em sua desfaçatez acreditou
que falava japonês, chinês…

Tanto mais o refez que foi
parar no xadrez
às seis.

No fim do mês, disse:
– Admito a estupidez
não queria magoar ela, ele
nem vocês.

Postado por Mateus Campos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s