O tempo – definição

Tempo: recorte de fragmentos imaginários ou reais no qual convergem presente, passado e futuro para formar aquilo que foi ou o que se gostaria que fosse; convenção criada na tentativa de organização e inserção da vida em determinado espaço que só consegue confundir ainda mais o que se tenta em vão explicar; substância que existe para sempre, paradoxalmente finita e breve; nuvem que nasceu branca e era cinza quando se desfez, e todo o processo que a cria e a consome; água que escorre pelo telhado, deita no solo e faz crescer a flor; um sorriso, um abraço, um beijo; mãos dadas.

– do Dicionário de Coisas Belas Indefiníveis

Por Mateus Campos

Anúncios

2 comentários sobre “O tempo – definição

  1. “substância que existe para sempre, paradoxalmente finita e breve; nuvem que nasceu branca e era cinza quando se desfez, e todo o processo que a cria e a consome; água que escorre pelo telhado, deita no solo e faz crescer a flor;”

    sublime indefinível.

  2. Convenção criada para organizar, mas que confunde mais ainda o que se tenta explicar em vão.

    Substância finita que existe para sempre.

    Fragmentos reais ou imaginários.

    Algo que não se explica sem figuras de linguagem. Que independe da humanidade ou qualquer outro elemento para existir. Que não existindo, talvez seja a única coisa eterna em todo o Universo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s