Ordem e dedicatória ao Campos

*Por Juliana Almeida

Os teus poemas
não os despreze jamais.
As almas carecem
do sentimento de tuas palavras
que elas próprias não puderam expressar.

Os teus poemas
não os despreze jamais.
Os teus poemas
não aprisione.

Dedico, então,
o meu poema
aos de Campos.
Mesmo que ainda nem tenham nascido
agradecerão as almas que os descobrirem.

***

Agradecimentos à querida escritora Juliana Almeida pelo poema.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s