De todos os volumes que descansavam na estante

De todos os volumes que descansavam na estante, um lhe chamou a atenção. Era o. A tia dita doida havia deixado para ele há muito, a capa já transformada em pó – difícil olhar os dentes de um cavalo banguela. Talvez aquele objeto dissonante e cadavérico, rodeladeado por livros mais novos, era justamente o que lhe causava um fascinamento.

A compilação cheirava a armário fechado e era como se fosse folheada pela primeira vez – o possivelmente. O menino estava com os dois irmãos na sala quando se sentou na poltrona para ler. O fodor era tão intenso que ele logo restou sozinho. Os incomodados que tratem de se desincomodar, pensou, assim que abriu em uma página mais ou menos no meio do volume.

A leitura era para trabalho de parto. O labor da equação de sua pouca idade somada a letras apagadas mais palavras nunca dantes vislumbradas era igual a uma língua irreconhecível. O pai professor até podia ajudar, porém o menino sabia que em casa de ferreiro só tinha quebra pau. Lutou, bateu os braços, mas parecia que ia se afogar. Desgostava o dissabor da incompreensão. Atirou o livro longe, que quase se desfez completamente. Mirando, viu que o pássaro sem asas havia pousado em uma página de início de capítulo, conto que era.

Foi então que. O de repentemente. O título do texto lhe sussussurrou forte na alma um feitiço de magia branca. Conseguiu ler aquelas palavras ainda à distância. Aprochegou-se, recolheu o que restou do livro e, em pé, como que devorou as linhas seguintes. Sim, ali também achou palavras estranhas, e no entanto entendeu a composição do todo que tinha sido feita para ele, tal encomenda sob medida. O estranhamente familiar e significativo. O título. O texto. O fim. O entre aquele e este.

Passou o olhar cuidadoso sobre cada sílaba. O final sem um final – sequência, travessia. O continuado e o para toda a vida. Com carinho, fechou as páginas pútridas que nem o tempo lhe roubaria ao coração. Jamais se soube o que estava escrito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s