Ilógico

A cabeça de uma mulher é pura, pura literatura; às vezes gostaria que fosse um pouco mais de matemática.

Postado por Mateus Campos

Anúncios

A vogal e a consoante

Enquanto você é a
vogal eu sou a consoante
complemento um do outro.
Você é a música, a sinfonia
o que está pronto e tem fim em si.
Eu sou o ruído, o caos
o nada que precisa de seu alimento.

O sentido de tudo é sua responsabilidade
apenas sou parte ínfima de um inteiro,
harmonia que compõe
a sua toda doce melodia.

É artigo, mas comigo
interjeição.
Juntos somos suspiros.

A vogal é redonda ou fina ou curva
mas é sempre assim.
A consoante é plural, perdida
desencontrada em forma deformada
que, se vem a ser algo,
é por conta daquela.

Ah, a vogal é rara
em desenho, farta em significado.
A consoante… É uma coisa alguma coitada.
Minha vogal, você dá
beleza ao mundo sem pedir
nada em troca.
Como o papel que se oferece
branco ao lápis para ser
brutalmente rabiscado.
Como o rio que abdica das
águas só para presentear o mar.

Você pode ser, sem mim.
Eu não posso ser, sem você.
Porque eu sou consoante, você é vogal.

Postado por Mateus Campos

***

Tome conta da sua vogal. Perdi a minha.