Davi Arrigucci Jr. na Flip 2009

É uma pena que os vídeos mostrem somente uma parte ínfima do grandioso discurso do professor Davi Arrigucci Jr. sobre Manuel Bandeira. Para mim, foi a melhor mesa da Flip, mesmo contando apenas com uma pessoa e sem qualquer intermediador – na verdade, acho que esse último fato até contribuiu para a beleza e fluência da coisa. Subi esses vídeos ontem à noite no Vimeo e peço desculpas por dois motivos: a demora em publicá-los e as imagens um tanto tremidas. Isso aconteceu porque, ao mesmo tempo que registrava a conferência com a câmera do meu celular, anotava o que o professor falava. Aliás, dia desses posto também as anotações que fiz ao longo da mesa.

Postado por Mateus Campos

Anúncios

Nosso momento num café

À esquerda e à direita
Duas belas separadas por gerações
E algumas cadeiras
Fitávamos diretamente
Sem tentar disfarçar
Eu torcendo o pescoço
Ela esticando o olhar.

Não tiramos os chapéus
Pois estávamos nus como carne exposta
Àquela pulsação de vida mais
Ou menos explicável
A vida
E a alma pouco libertas.

E justo quando falávamos sobre Bandeira
E como podia um dia acontecer…

Postado por Mateus Campos

Todo carnaval tem seu fim

Ela entrou com embaraço, tentou sorrir, e perguntou tristemente – se eu a reconhecia.

O aspecto carnavalesco lhe vinha menos do frangalho de fantasia do que do seu ar de extrema penúria. Fez por parecer alegre. Mas o sorriso se lhe transmudou em ricto amargo. E os olhos ficaram baços, como duas poças de água suja…Então, para cortar o soluço que adivinhei subindo de sua garganta, puxei-a para ao pé de mim e, com doçura:

– Tu és a minha esperança de felicidade e cada dia que passa eu te quero mais, com perdida desesperação e angústia…

Manuel Bandeira na Epígrafe do livro “Carnaval”

Postado por Mateus Campos